Brasília,
Home » Destaque » China pode neutralizar sinais de radar do THAAD

China pode neutralizar sinais de radar do THAAD

Publicado por: Redação Irã News
Autor:
Publicada em 14/03/2017 às 07:41
Share Button
Foto:
A China sabia que não podia evitar a implantação do sistema de defesa antimíssil THAAD na Coreia do Sul e desenvolveu contramedidas: e seu equipamento antirradar é agora capaz de neutralizar os sinais de radar do THAAD, comunica o jornal South China Morning Post.

Anteriormente havia sido comunicado que os EUA começaram o deslocamento do sistema antimíssil THAAD na Coreia do Sul. Segundo a Yonhap, os elementos do sistema foram transportados para a base militar em Osan a bordo de um avião estratégico S-17. Entre eles estão dois lança-mísseis.

Segundo Wang Hongguang, citado pelo South China Morning Post, a China decidiu não esperar pelas eleições na Coreia do Sul, porque acredita que o próximo chefe de Estado sul-coreano não alterará a política e não interromperá o processo de deslocamento do sistema THAAD. Segundo o general, Pequim está preparando medidas de neutralização do sistema antimíssil americano.

“Vamos acabar nosso equipamento até que o THAAD comece a operar. Para isso não é preciso esperar dois meses”, comunicou ao South China Morniing Post Wang Hongguang. “Já possuímos o equipamento. Temos só de o deslocar para uma área determinada”, acrescentou ele.

Entretanto, segundo o analista militar Yue Ghen, a China pode barrar o funcionamento do THAAD através de tecnologias eletromagnéticas.

O lugar ideal para o deslocamento de tal equipamento é península de Shandong, que fica em frente da Península Coreana.

O analista de equipamento da Força Aérea Fu Qianshao acrescentou que a China pode enviar aviões para efetuarem voos perto do THAAD com o objetivo de neutralizar o seu funcionamento.

Após a informação sobre o início do processo de implantação do sistema norte-americano, o Ministério das Relações Exteriores da China reiterou que está decididamente contra o deslocamento e que vai tomar medidas necessárias para defender seus interesses de segurança.

Sputnik

Comments

comments

ESPORTE

COLUNISTAS

VIDEOS