Brasília,
Home » Destaque » Embargos dos EUA à aviação de passageira do Irã matam dezenas de civis

Embargos dos EUA à aviação de passageira do Irã matam dezenas de civis

Publicado por: Redação Irã News
Autor:
Publicada em 19/02/2018 às 15:05
Share Button
Foto:

A forte oposição de Washington à venda de novas aeronaves à Teerã é, na opinião de especialistas, o fator fundamental na degradação da frota aérea persa, causando catástrofes sangrentas, com grande perda de vidas humanas.

Essa oposição viola claramente o teor do acordo internacional sobre o programa iraniano de energia nuclear de 2015, que estipula o levantamento de “sanções” anti-iranianas, incluindo a autorização da venda de aviões para o Irã, como a Casa Branca reconheceu em junho de 2016. O Irã recebeu em passado junho, a primeira entrega da aeronave Boeing contratada em dezembro de 2016, graças ao acordo, mas o Donald Trump desde que assumiu o cargo da presidência facilitou a Câmara dos Deputados dos EUA, onde a influência dos lobbies pró-israelenses é notória, dificultar o financiamento das compras.

Entre outras contas a este respeito, há um ano, o senador da ultra-conservador, Marco Rubio, registrou no Congresso dos EUA uma proposta de “Lei do terrorismo sem terror do Irã” para evitar vendas de aeronaves, acusando Teerã de usar aeronaves civis para alegados atos de terrorismo.

“As sanções que foram impostas ao Irã, draconiano e o objetivo de tudo isso é criar algum tipo de caos no país a partir de certos setores e depois manipulá-lo e transformá-lo em um incidente político, o que é geralmente feito com todos os embargos coercivos unilaterais”, explicou Alexander Azadgan, analista da Press TV no Irã, em dezembro.

A UE ameaça bloquear as sanções dos EUA contra o Irã

A União Europeia (UE) parece estar se preparando para uma batalha acentuada com os Estados Unidos, já que Bruxelas está considerando fazer novos regulamentos para proteger as empresas europeias que fazem negócios com o Irã, se os Estados Unidos abandone o acordo nuclear assinado por Teerã e o Grupo 5 + 1 e restaure as sanções.

Entre as principais catástrofes aéreas que ocorreram no Irã nos últimos anos, além de este recente acidente em região montanhosa de Dena neste domingo, pode-se notar o choque de um Antonov An-140 em Teerã (capital) em agosto de 2014, com 39 mortes, e a queda em 2011 de um Boeing 727 em uma tempestade de neve perto de Urmía (noroeste), na qual 70 pessoas morreram.

Outro setor que foi afetado diretamente a população iraniana, por imposição de sanções injustas, é dos medicamentos. Antes do acordo de 2015, sanções unilaterais impediram o fornecimento de medicamentos vitais e equipamentos médicos em vários campos, desde transplantes de órgãos até esclerose múltipla, incluindo diabetes, hepatite, hemofilia e muitas outras doenças.

Comments

comments

ESPORTE

COLUNISTAS

VIDEOS