Brasília,
Home » Destaque » Forças Democráticas da Síria: EUA construíram base militar em Raqqa

Forças Democráticas da Síria: EUA construíram base militar em Raqqa

Publicado por: Redação Irã News
Autor:
Publicada em 03/11/2017 às 16:25
Share Button
Foto:
© AFP 2017/ DELIL SOULEIMAN

Os EUA continuam construindo suas bases militares nos territórios do norte da Síria que foram libertados do Daesh pela oposição armada, disse à Sputnik Turquia uma fonte das Forças Democráticas da Síria.

Um alto representante das Forças Democráticas da Síria (FDS), que preferiu manter anonimato, disse à Sputnik Turquia que os EUA criaram na recém-libertada Raqqa do Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia) uma base militar.Ele sublinhou que os Estados Unidos estão aumentando sua presença militar no norte da Síria no âmbito do combate ao Daesh, acrescentando que as FDS apoiam esta estratégia.

“Os EUA estão construindo bases militares nas regiões libertadas por nossos soldados dos terroristas do Daesh. Acreditamos ser uma boa estratégia. Recentemente, os Estados Unidos criaram uma base militar na entrada de Raqqa, no quarteirão de Jezra”, afirmou.

De acordo com o representante das FDS, os norte-americanos escolheram este lugar porque sofreu apenas danos ligeiros durante ações militares e por ser considerado o mais seguro bairro de Raqqa, onde não há nem minas nem substâncias químicas.

“A base e o território adjacente são protegidos seguramente por soldados norte-americanos, Ninguém além deles e combatentes das FDS tem acesso a seu território”, detalhou.

Em 20 de outubro, as forças árabes e curdas das Forças Democráticas da Síria (FDS), apoiadas pela coalizão internacional liderada pelos EUA, anunciaram a libertação completa de Raqqa do Daesh.

Raqqa estava sendo controlada pelo Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia) desde 2013; a cidade era considerada a capital não oficial dos terroristas. Em 2016, a coalizão liderada pelos EUA anunciou o início da operação para libertar a cidade.

Mais posteriormente, o governo sírio afirmou que não considera Raqqa uma cidade libertada até que o exército sírio entre na cidade.

Comments

comments

ESPORTE

COLUNISTAS

VIDEOS