Brasília,
Home » Destaque » Guerra na Síria está se aproximando do momento crucial, saiba qual é

Guerra na Síria está se aproximando do momento crucial, saiba qual é

Publicado por: Redação Irã News
Autor:
Publicada em 28/05/2017 às 08:44
Share Button
Foto:
© Sputnik/ Mikhail Voskresensky
A Síria se está aproximando do momento crucial de sua história moderna, acredita o especialista em assuntos políticos e militares da fundação Diplomacia Popular e representante do clube analítico Futuro Hoje, Sergei Prostakov, à Agência Federal de Notícias russa.
Sendo um país rico em recursos, com uma situação geográfica privilegiada no que se trata das rotas que unem a Europa e o Oriente Médio, a Síria tem atraído a atenção de muitas forças que tentam dividi-la por interesses próprios.
O iniciador deste processo foram os EUA durante a presidência de Barack Obama, quando se deu a chamada Primavera Árabe.
O presidente egípcio Abdel Fattah al-Sisi e o rei Salman da Arábia Saudita apertam as mãos durante a cerimônia de recepção no palácio presidencial egípcio, no Cairo, no Egito (foto de arquivo)
© REUTERS/ THE EGYPTIAN PRESIDENCY/HANDOUT VIA REUTERS/FILES
“Apesar da mudança do poder nos EUA, a política americana no Oriente Médio continua com o mesmo objetivo de mudar as fronteiras dos países e criar um novo mapa político da região, favorável para Washington”, assinala Prostakov à AFN.
O analista opina que a única coisa que mudou com a chegada de Donald Trump foram os métodos de influência nesta situação.
“Na época de Barack Obama, os EUA atuaram principalmente através de recursos do exterior, mas agora as tropas americanas estão cada vez mais envolvidas no conflito”, observou.
De acordo com o analista, “Washington, Riad e Ancara consideram o acordo sobre o estabelecimento de zonas de segurança na Síria como uma das etapas de desintegração do país”.
“O território controlado pelas forças pró-americanas no sudeste da Síria, perto da fronteira com a Jordânia, é considerado pelos americanos como sua zona de influência. A Turquia, por sua parte, pretende exercer influência dominante não somente no território ocupado por suas tropas no norte da Síria, mas também em Idlib”, afirmou Sergei Prostakov.
Os confrontos violentos na zona da estrada entre Damasco e Palmira, assim como no sul da Síria, perto da fronteira com a Jordânia e o Iraque, atrasaram significativamente o início do assalto pelo Exército da Síria da cidade de Deir ez-Zor, ocupada durante mais de 3 anos pelo Daesh, grupo terrorista proibido na Rússia).
Foto de 22 de setembro de 2016 mostra um soldado britânico perto de um caça Eurofighter Typhoon na base de Akrotiri da Força Aérea Real em Chipre, antes de decolar para uma missão da coalizão no Iraque
© AFP 2017/ PETROS KARADJIAS
De acordo com Prostakov, para o Exército sírio o passo mais adequado seria continuar avançando nos arredores de Palmira com o objetivo final de libertar Deir ez-Zor por completo. Esta cidade, localizada em rotas de transporte importantes entre a Síria e o Iraque, é um provável objetivo das forças pró-americanas que estão avançando desde o norte, ou seja, dos territórios curdos, e desde o sul, onde fica a fronteira com a Jordânia.
“Caso os EUA tomem o controle de Deir ez-Zor, terão a oportunidade de ditar suas condições e dividir o território sírio a seu favor”, adverte o analista.
Prostakov recorda que esta cidade não é somente o centro de uma região petrolífera importante, mas também foi proclamada a capital do Daesh, por isso para o Exército sírio é crucial libertar a localidade.

Sputnik

Comments

comments

ESPORTE

COLUNISTAS

VIDEOS