Brasília,
Home » Destaque » Irã: Caso aceite pedido de Trump para aumentar produção, Arábia Saudita deve sair da OPEP

Irã: Caso aceite pedido de Trump para aumentar produção, Arábia Saudita deve sair da OPEP

Publicado por: Redação Irã News
Autor:
Publicada em 30/06/2018 às 17:49
Share Button
Foto:
Caso aceite o pedido do presidente dos EUA, Donald Trump para aumentar a produção de petróleo para 2 milhões de barris por dia, a Arábia Saudita pode indicar a saída da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), disse o representante iraniano, Hossein Kazempour Ardebili.

“Deixando de lado o fato de que a Arábia Saudita não tem essa capacidade para reforçar sua produção, essa demanda poderia ser inferida como uma ordem para o reino sair da OPEP”, disse Ardebili, segundo a agência de notícias Shana.

No começo do dia, Trump escreveu no Twitter que havia falado com o rei saudita sobre a necessidade de aumentar a produção diária de petróleo para 2 milhões de barris devido à instável situação no Irã e na Venezuela. O rei Salman bin Abdulaziz Al Saud teria aceitado a proposta.

“Acabei de falar com o rei Salman da Arábia Saudita e expliquei a ele que, por causa da turbulência no Irã e na Venezuela, estou pedindo que a Arábia Saudita aumente a produção de petróleo, talvez até 2 milhões de barris [por dia], para compensar a diferença… Preços no alto! Ele concordou!”, disse o presidente.

Ao reportar a conversa, Agência de Imprensa Saudita (SPA) não mencionou nenhum acordo sobre um aumento na produção diária de petróleo.

Na semana passada, os países da OPEP e outros grandes produtores de petróleo que participaram do acordo de corte de Viena em 2016 concordaram em aumentar a produção para 1 milhão de barris por dia, volume de excesso de conformidade do acordo.

Os países da OPEP e outros grandes produtores de petróleo chegaram a um acordo no final de 2016 para reduzir a produção de petróleo em 1,8 milhões de barris por dia em comparação a outubro de 2016. O acordo, que visava impulsionar os preços do combustível fóssil, foi prolongado duas vezes e deve durar até o fim deste ano.

Comments

comments

ESPORTE

COLUNISTAS

VIDEOS