Brasília,
Home » Destaque » Irã e Rússia apostam em maior contato para resolver crise síria

Irã e Rússia apostam em maior contato para resolver crise síria

Publicado por: Redação Irã News
Autor:
Publicada em 27/05/2017 às 19:56
Share Button
a iraa Foto:
Os presidentes do Irã e da Rússia, Hassan Rouhani e Vladimir Putin, respectivamente, mantiveram no sábado, uma conversa telefônica na qual abordaram várias questões, incluindo o conflito sírio e uma luta eficaz contra os terroristas.
“(Líderes) têm apontado a necessidade de intensificar os esforços conjuntos para encontrar uma solução política e diplomática para o conflito naquele país, em particular no âmbito da (capital do Cazaquistão) Astana e através da implementação do memorando sobre o estabelecimento de zonas desmilitarizadas”, o Kremlin anunciou através de um comunicado.
A nota também afirma que os presidentes do Irã e Rússia concordaram em continuar os seus contatos para reforçar as relações bilaterais e expressou seu compromisso de aprofundar a interação bilateral em vários domínios e no âmbito dos acordos alcançados durante a visita de Rouhani a Rússia março 2017.
A este respeito, o presidente iraniano manifestou apoio do Irã a interações Teerã-Moscou-Ancara a manter em vigor a trégua na Síria, e insiste em que as ações de países como os EUA e Arábia Saudita têm complicado a situação no Médio Oriente. Argumenta que, para estabelecer a estabilidade na região, é necessário levar a cabo uma verdadeira luta contra o terrorismo. Por outro lado, o presidente iraniano se referiu ao acordo nuclear entre o Irã e o Grupo 5 + 1 (os EUA, o Reino Unido, França, Rússia e China, mais a Alemanha), conhecido como o Plano Integral de Ação Conjunta (JCPOA, por sua sigla em Inglês)-, observando que Teerã continuará comprometido com o pacto, enquanto as outras partes cumprir sua responsabilidade. Ele também disse que Teerã saúda a cooperação de Moscou neste campo. Putin, por sua vez, felicitou Rouhani por sua reeleição nas eleições presidenciais de 19 de maio passado e diz que Moscou cumpra os acordos alcançados sob a supervisão da (ONU), Organização das Nações Unidas. O presidente russo também expressou preocupação pelos atos violentos de alguns países na Síria e insiste que a presença de Irã e Rússia em solo sírio foi por pedido oficial de Damasco.
Rouhani ganhou uma retumbante vitória na reeleição na eleição presidencial do Irã em 19 de maio, com 23.549.616 votos, ou 57 por cento do total de votos.
Durante a conversa telefônica, o presidente iraniano disse que Teerã saúda a expansão da cooperação com seus países vizinhos, incluindo a Rússia, acrescentando: “O Irã está pronto para reforçar a cooperação bilateral e regional com a Rússia com mais determinação e assistiremos a uma cooperação mais estreita entre os países”.
Dois países no futuro
 Ele apontou para a crescente interação econômica e comercial entre os dois lados nos últimos anos e disse que Teerã apoia a cooperação reforçada com Moscou em projetos de infra-estrutura e industrial, bem como os setores de energia e bancário.
Rouhani também disse que a cooperação Irã-Rússia ajudaria a promover a paz e a estabilidade regional e contribuirá a luta contra o terrorismo, particularmente na Síria.
“A expansão dessa cooperação na Síria é muito importante e saudamos a continuação da cooperação trilateral entre o Irã, a Rússia e a Síria e estamos decididos a prosseguir com isso”, disse o presidente iraniano.
A pedido de Damasco, o Irã e a Rússia estão emprestando assistência militar ao exército sírio em seus esforços para combater os terroristas, que estão causando estragos no país árabe desde 2011.
Moscou também tem fornecido tropas sírias com poder aéreo para impulsionar seus esforços Operações terrestres contra terroristas.
Rouhani disse que o Irã acolhe a interação com a Turquia e a Rússia para salvaguardar um cessar-fogo na Síria sob a supervisão das Nações Unidas. “Certas atividades de alguns países, incluindo a nova administração dos EUA e a Arábia Saudita, complicarão ainda mais a situação regional”, disse o presidente iraniano. Ele exortou todos os países a fazerem esforços para uma verdadeira batalha contra o terrorismo e para estabelecer a estabilidade na região.
Mediada pela Rússia e pela Turquia com o apoio do Irã, uma cessação de hostilidades na Síria entrou em vigor em 30 de dezembro de 2016. No dia seguinte, o Conselho de Segurança das Nações Unidas aprovou por unanimidade uma resolução apoiando os esforços para acabar com a turbulência da Síria e dar início Negociações de paz. Por seu turno, o presidente russo disse que seu país está preocupado com os atos de agressão de alguns países da Síria. Ele acrescentou que a Rússia e o Irã estão presentes na Síria a pedido do governo legítimo da Síria e com base nos princípios de regulamentos internacionais, dizendo que Teerã e Moscou continuariam sua cooperação para promover a paz e a estabilidade na região, particularmente na Síria. Putin também disse que Moscou está decidida a ampliar ainda mais as relações com Teerã em vários campos. Ele exortou todos os signatários do JCPOA a permanecer comprometido com suas obrigações.

Pars Today

Comments

comments

ESPORTE

COLUNISTAS

VIDEOS