Brasília,
Home » Destaque » Israel paga regularmente aos terroristas na Síria

Israel paga regularmente aos terroristas na Síria

Publicado por: Redação Irã News
Autor:
Publicada em 19/06/2017 às 07:09
Share Button
a israel Foto:
O jornal norte-americano The Wall Street informou na noite de domingo que Israel ofereceu aos grupos “rebeldes” considerados como terroristas por Damasco, suprimentos médicos, alimentos e fundos para “proteger as suas fronteiras em conflito com a Síria e estabelecer uma zona amortecimento em sua fronteira”.
Segundo o relatório, o regime de Tel Aviv criou uma unidade militar especial em 2012 para monitorar e coordenar a transferência de auxílios para os “rebeldes”, uma estratégia que inclui o pagamento de salários e entrega de armas e munições.
Abu Suhaib, comandante do grupo terrorista al-Fursan Yulan, disse ao jornal americano que o regime israelense paga cerca de US $ 5.000 por mês. Este grupo, de acordo com o relatório, contatou com Israel em 2013 quando o exército sírio atacaram membros do grupo terrorista nas áreas do sul da Síria.
Fursan al-Yulan tem cerca de 400 combatentes na província de Al-Quneitra, localizado a 70 quilômetros de Damasco, a capital síria, e está aliados com pelo menos quatro outros grupos terroristas que também recebem assistência de Israel, segundo as declarações dos membros de grupo terrorista, oferecida diariamente.
Desde o início da crise, nos países árabes, particularmente na Síria, muitos analistas argumentavam que o regime de Tel Aviv não poupava esforços para bloquear qualquer solução para essas crises, a fim de desviar a atenção do mundo árabe do caso palestino.
Além disso, os esforços de Israel para acabar com o governo de Bashar al-Asad através de uma guerra por procuração no Iraque tem uma relação estreita com a estratégia proposta ‘Clean Break’ em um documento preparado em 1996 por um grupo de estudos estratégicos israelenses.
O artigo apresenta uma nova abordagem para resolver os problemas do regime de Israel no Médio Oriente e defensores de segurança, em particular, a promoção da guerra realizada por terceiros na Síria com a presença de poderes regionais e extra-regionais.
Pars Today

Comments

comments

ESPORTE

COLUNISTAS

VIDEOS