Brasília,
Home » Destaque » Mundo deve resistir à intimidação da Casa Branca: presidente do Irã

Mundo deve resistir à intimidação da Casa Branca: presidente do Irã

Publicado por: Redação Irã News
Autor:
Publicada em 15/06/2018 às 17:53
Share Button
Foto:

Pars Today- O presidente iraniano, Hassan Rouhani, enfatiza a importância de fortalecer a união e a confiança, dizendo que todos os países devem resistir ao assédio da autoridade da Casa Branca.

Rouhani fez as declarações em Teerã na sexta-feira durante uma reunião entre o líder da Revolução Islâmica aiatolá Seyed Ali Khamenei e as autoridades do Estado, bem como embaixadores de países muçulmanos por ocasião do Eid AL-Fitr – que marca o fim do mês de jejum do Ramadã.

“Hoje, povos e países em todo o mundo, parceiros comerciais do Irã, Europa, Rússia, China, vizinhos, muçulmanos e todos os países devem enfrentar as provocações dos governantes da Casa Branca”, disse o presidente iraniano.

Ele acrescentou que o inimigo atualmente não tem experiência e sabedoria, dizendo: “A decisão do inimigo é violar não apenas seus compromissos vis-à-vis a nação iraniana, mas todas as suas obrigações regionais e internacionais”. É surpreendente que uma potência que matou pessoas na região, incluindo Afeganistão, Iraque, Síria e Iêmen, esteja falando sobre paz e negociações, disse ele.

O presidente iraniano ressaltou que o primeiro-ministro do regime sionista de Israel, que está matando pessoas todos os dias, está perambulando em uma tentativa de retratar uma imagem falsa da República Islâmica e do povo iraniano. O regime de Israel pediu que os países europeus seguissem o exemplo do presidente dos EUA, Donald Trump, e retirem de um acordo nuclear, oficialmente conhecido como Plano de Ação Integral Conjunto (JCPOA) assinado entre o Irã e o grupo P5 + 1. E forçar as empresas europeias a se retirarem do Irã.

O primeiro-ministro israelense fez uma viagem de três dias à Alemanha, França e Grã-Bretanha no início deste mês e conversou com líderes dos três signatários europeus do JCPOA.

O presidente dos Estados Unidos anunciou em 8 de maio que Washington estava abandonando o acordo nuclear entre o Irã e os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU – Estados Unidos, Grã-Bretanha, França, Rússia e China – e a Alemanha. Trump também disse que iria restabelecer as sanções nucleares dos EUA ao Irã e impor “as mais severas” de proibições econômicas à República Islâmica.

Comments

comments

ESPORTE

COLUNISTAS

VIDEOS