Brasília,
Home » Destaque » Os que apoiam terroristas na Síria são os responsáveis pelos ataques químicos

Os que apoiam terroristas na Síria são os responsáveis pelos ataques químicos

Publicado por: Redação Irã News
Autor:
Publicada em 07/04/2017 às 22:28
Share Button
ali Foto:
Aiatolá Mohammad Emami Kashani, condenou duramente o ataque dos EUA a uma base militar do exército sírio em Homs.
Os EUA justificam o bombardeio pelo envolvimento do exército sírio em um suposto ataque químico na terça-feira que tem deixado pelo menos 86 mortos e mais de 100 feridos em Khan Shaykhun, cidade da província de Idlib (noroeste da Síria).
Mas a Rússia afirma que a tragédia foi causada pela explosão de um tanque de substâncias tóxicas de terroristas.
Como mentiroso e ousadia pode ser?. O mundo está ficando louco. Vocês fornecem armas químicas aos terroristas e foram vocês que criaram estes grupos extremistas.
Mas mentir, mesmo antes de as Nações Unidas (ONU) e continuam a cometer seus crimes enquanto as malditos sauditas apoiam os grupos criminosos”, repreendeu o aiatolá Mohammad Emami Kashani, orador das orações de sexta-feira em Teerã (capital do Irã). Ele criticou o duplo padrão dos Estados Unidos para equipar de um lado, os terroristas com armas químicas e atacar por outro lado, ao Exército sírio acusando-o de usar tais armas letais.
Síria aderiu em 2013 à Convenção de Armas Químicas, renunciando o seu arsenal químico, como resultado de um acordo EUA e da Rússia para a sua destruição, sob a supervisão da Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ), o que permitiu, em seguida, evitar um ataque militar de Washington contra a Síria.
No entanto, embora Damasco começasse em 2014 a entrega de todo o seu arsenal químico à OPAQ e em janeiro de 2016 essa Organização Internacional anunciou sua destruição completa, os países ocidentais acusam o governo sírio de usar armas químicas.
Em outra parte em suas observações, Kashani se referiu as próximas eleições presidenciais no Irã e adverte que os inimigos estão tramando planos antes das eleições presidenciais no Irã para dividir o povo. Ele apelou ao povo iraniano a se manter sua unidade nacional e solidariedade.

Pars Today

Comments

comments

ESPORTE

COLUNISTAS

VIDEOS